Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de quem já não vai para novo

...porque as palavras são a voz da alma.

Diário de quem já não vai para novo

...porque as palavras são a voz da alma.

03.04.24

A casamentos e a baptizados...


a. almeida

A casamentos e a baptizados vão os convidados. Diz o povo e com razão. Talvez por isso, o Pedro Nuno dos Santos, chefe da oposição pelo Partido Socialista, e candidato a próximo primeiro-ministro daqui a escassos meses, não tenha participado na cerimónia da tomada de posse do actual Governo da nação. Ou isso ou a impossibilidade de faltar a uma consulta de dentista ou na marcação no barbeiro.

Em todo o caso, passe a ironia, não deixa de ser sintomático que estes senhores, porque não é o único, tão defensores dos bons costumes, da democracia e sua regras, do sentido de Estado, do respeito e respeitinho pelas instituições, diferenças, inclusões, etc, etc, quando não lhes cheira, faltam à convocatória ou ficam de braços cruzados na bancada a ver os demais a baterem palmas. Isto é habitual no Parlamento, onde, sobretudo ali pela esquerda, raramente se bate palmas ou se levanta em respeito a qualquer figura ou acto solene, como aconteceu agora na definição dos elementos da mesa e sua posse.

Ficamos, pois, mais ou menos todos esclarecidos quanto a este tão interessante respeito pelas regras democráticas por parte de quem as propala.

Pois, pois, abelha!

Já agora, como remate do ramalhete, também faltaram à cerimónia os arautos  do sentido de Estado, do espírito democrático, da ética republicana, dos defensores das minorias, do respeito pelas diferenças incluindo as estapafúrdias, dos valores da esquerda,  suas excelências o BE e o PCP.  A quem pretendem enganar? Palpavos?  E vem esta gente pretender dar lições de moral, defender os valores da democracia aos Chegados? Em que é que são melhores? Oram digam lá?